O IVVB11 é um ETF Brasileiro, que basicamente replica a performance do S&P500, o principal indicador do mercado de Ações Americano, em reais. Neste artigo você vai entender se o IVVB11 Vale a Pena em 2020.

Todos os ETFs são ativos negociados em Bolsa de Valores que funcionam como uma “Cesta de Ativos”, isto é, são compostos por diversos outros ativos.

Nos últimos anos, o IVVB11 apresentou uma ótima valorização até o momento, sendo que quem investiu R$ 10.000,00 em abril de 2014 – quando o ETF foi lançado – e manteve o seu investimento, hoje, em abril de 2020 está com mais de R$ 35.000,00 (mesmo com as recentes quedas)

IVVB11 Vale a pena
Fonte: BlackRock

O Que é o IVVB11? e Vale a Pena?

O IVVB11 provavelmente é a maneira mais prática de brasileiros diversificarem o seu patrimônio com ações estrangeiras e ainda estarem expostos as variações do dólar, esses são os dois principais fatores que fazem o IVVB11 valer a pena.

Os Estados Unidos são um país desenvolvido e estável, com um ótimo ambiente de negócios, o que ajuda na questão da volatilidade das ações. O mercado americano é composto por ativos menos voláteis do que o mercado brasileiro.

ivvb11 vale a pena em 2020
ETFs são “Cestas de Ativos”

Ao contrário de outros Fundos de Investimento que possuem como objetivo investir no Exterior, o IVVB11 não faz hedge, isto é, não possui proteção contra a variação do Dólar.

Sendo assim, se o dólar subir muito em determinado período, esse ETF pode ter retornos altos, até mesmo se o S&P500 (o seu benchmark) ficar estagnado no mesmo período.

A diversificação com Ações Estrangeiras é muito positiva para um portfólio, visto que descorrelaciona a Carteira de Ações com o cenário local (o que não acontece no caso de Investidores somente com exposição as Ações Brasileiras).

Como funciona o IVVB11?

É muito simples utilizar o IVVB11 para expor parte do seu portfólio de investimento as Ações Americanas.

Para isso, basta entrar no Home Broker da sua Corretora e digitar a sigla “IVVB11”.

Como falamos anteriormente, um ETF é um ativo cujo patrimônio é dividido em cotas, as quais são negociadas nas Bolsas de Valores. Sendo assim, quando encontrar esse ativo no Home Broker, ele terá um valor, assim como qualquer outra ação.

Depois disso, basta comprar a quantidade de cotas desejada.

O gestor do fundo vai utilizar os recursos para compor o portfólio com as mesmas proporções dos ativos do benchmark.

O IVVB11 é um ETF gerido pela BlackRock, a maior empresa de gestão de ativos do mundo.

Pelo trabalho de administração de recursos, é cobrada uma taxa de administração de 0,24% ao ano dos Investidores do IVVB11.

Qual a composição do IVVB11?

Ao comprar um ETF, você automaticamente adquire diversas ações diferentes, de maneira indireta.

O IVVB11 possui uma particularidade. Esse ETF compra as Ações Americanas por meio de outro ETF, o IVV, um dos principais ETFs Americanos.

Então, para entender a composição do IVVB11, na verdade temos que observar a composição do IVV.

Por se tratar de um ETF grande, composto por 500 ações, fizemos uma tabela listando apenas as 50 ações com maior peso no IVV.

IVVB11 Composição
Fonte: BlackRock

Portanto, com essa tabela fica claro que, indiretamente, o IVVB11 é composto por algumas das maiores empresas do mundo, das quais se destacam Microsoft, Apple, Amazon, Google, Berkshire Hathaway, Johnson & Johnson, JP Morgan e Visa.

No geral, como o parâmetro de composição é a capitalização de mercado das companhias, esse ETF é composto majoritariamente por Blue Chips.

Além disso, também listamos a composição do IVV por setor de atuação das empresas, o resultado foi esse:

IVVB11 Composição
Fonte: BlackRock

Lembrando que sempre antes de investir em um ETF, é preciso avaliar quais são os ativos subjacentes (os ativos em que o Fundo de Índice investe), pois são eles que vão determinar a sua performance.

IVVB11 Paga Dividendos?

Assim como diversos outros ETFs, o IVVB11 não paga dividendos, sendo que os dividendos recebidos pelas empresas que compõem o ETF são automaticamente reinvestidos no próprio fundo, aumentando o patrimônio dos cotistas (através de um aumento no número de cotas).

Então você já sabe, você não receberá os dividendos na sua conta corrente ao investir em IVVB11. Se você desejar receber dividendos na sua conta, é melhor entender Como Escolher Ações com Dividendos Mensais.

IVVB11 ou SPXI11: Qual Escolher?

O SPXI11 é um ETF similar ao IVVB11, que também tem como objetivo replicar a performance do índice S&P500 (S&P500 NET Total Return).

Assim como o IVVB11, o SPXI11 também utiliza outro ETF para se expor ao mercado americano: o VOO.

O comportamento e a composição do VOO são bastante similar aos do IVV, sobre o qual falamos em uma seção anterior.

O SPXI11 é administrado pelo Banco Itaú e possui uma taxa de administração um pouco menor do que o IVVB11, de apenas 0,21% ao ano.

Com os dois veículos similares à disposição, os Investidores podem escolher aquele que apresente menores taxas, no caso o SPXI11.

IVVB11 Vale a Pena em 2020?

Adicionar diversificação e descorrelacionar a Carteira é sempre positivo.

O IVVB11 pode ser uma boa opção se você não tem conhecimento e/ou tempo para escolher as suas próprias Ações Americanas , visto que possui comissões mínimas.

Esse ETF possui aproximadamente 500 empresas, portanto, antes de investir vale a pena observar toda a sua composição, pois ao comprá-lo, você está comprando as ações de todas essas empresas.

Certamente, existem grandes negócios dentro dessa cesta de ativos, no entanto, inevitavelmente também vão existir empresas ruins, com fundamentos deteriorados.

Por último, é preciso compreender muito bem como são incluídas ou removidas determinadas empresas do índice, bem como todos os detalhes do regulamento do ativo.

Sem dúvidas, Investidores mais avançados podem obter melhores retornos ao Escolherem as suas Ações Corretamente.

Agora, só resta você fazer o balanço entre os pontos fortes e fracos deste ativo para tomar a sua decisão. Você precisa decidir se IVVB11 vale a pena para você com base no seu Perfil de Risco.

Apenas lembrando que, nos ETFs, a alíquota de Imposto de Renda é sempre de 15% sobre os lucros obtidos (não tendo a isenção para vendas mensais de até R$ 20.000,00, como nas ações).

Quer aprender a escolher as ações certas? Baixe o nosso Checklist Gratuito com os 26 Critérios para Escolher as Melhores Ações!